Coletivo As DramaturgA – Crédito: Coletivo As DramaturgA/Facebook

Neste ano, a dramaturgia é um dos grandes eixos da programação da 64ª Feira do Livro de Porto Alegre, que ocorre de 1º a 18 de novembro de 2018. A homenagem aos 160 anos do Theatro São Pedro, numa parceria entre a Feira do Livro e a EDIPUCRS, é um dos destaques das atividades. Todavia, a nova geração de dramaturgos que começou um trabalho nesses últimos anos, caso do Coletivo As DramaturgA, também estará na Feira.

Confira alguns destaques da programação e sessões de autógrafos dentro dessa temática.

Seminário de Dramaturgia
15, 16, 17 e 18 de novembro
Local: Sala de Música do Multipalco do Theatro São Pedro

15 de novembro (quinta-feira)
Das 10h às 12h – Oficina de Crítica, com Antônio Hohlfeldt (módulo 1)
A oficina procura apresentar um conjunto de conceitos em torno da atividade de crítica de artes, em especial a crítica de artes cênicas. Vou falar, também, no trabalho em si de assistir ao espetáculo e escrever o artigo. Como organizá-lo, suas partes, elementos a serem focados, etc. Do primeiro para o segundo dia, pedirei que os integrantes da oficina produzam um artigo e no segundo dia discutiremos tais textos em conjunto

Das 14h às 16h – Oficina Teatro Político – a dramaturgia como reflexo do presente, com Diones Camargo
Nas últimas décadas, o Teatro brasileiro esteve vagando entre dois extremos: ou hipnotizado pela evasão do teatro comercial ou soterrado por propostas de experimentação inócuas e igualmente afastadas da realidade social. Diante dos terríveis acontecimentos que assolam o país, como pode o Teatro reafirmar seu potencial como espaço de questionamento do presente? Abordando alguns clássicos da dramaturgia nacional e mundial, o dramaturgo e roteirista Diones Camargo (A Mulher Arrastada, Último Andar, A Colmeia) pretende mapear alguns dos grandes momentos do teatro político das últimas décadas, de modo a conclamar autores, diretores, estudantes ou interessados em dramaturgia a lançarem nas páginas, no palco e nas telas suas vozes autorais que revelem ao mundo os medos e anseios da nossa época e que reflitam a nossa própria e conturbada realidade.

17h – Presença de Jô Bilac
O dramaturgo faz comentários sobre suas obras (Insetos, Conselho de Classe, Os Mamutes e Alguém acaba de morrer lá fora) com leituras de textos por Valquíria Cardoso e Alex Limberger.

16 de novembro (sexta-feira)
Das 10h às 12h – Oficina de Crítica, com Antônio Hohlfeldt (módulo 2)

Das 13h às 16h – Oficina Composição dramatúrgica – práticas de escrita cênica, com Patrícia Fagundes
Em uma dinâmica teórico-prática, a oficina aborda procedimentos de escrita cênica a partir da experiencia da ministrante como compositora dramatúrgica e encenadora em diversas montagens da Cia Rústica, assim como de sua experiencia como docente de Direção Teatral no DAD/ UFRGS. Uma dramaturgia criada junto à cena, onde movimento, palavra, corpo, política e est(é)tica dialogam na festiva e artesanal experiência de fazer teatro no século XXI no sul do Brasil, inventando as próprias narrativas. Como foco do workshop, práticas de escrita suada, produção biográfica e colagem.

16h – Guerra de Urina, de Altair Martins, EDIPUCRS
Leitura cênica pelo Grupo de Teatro da PUCRS
18h – Mesa redonda sobre o livro, na Biblioteca do Clube do Comércio
19h30min – Sessão de autógrafos na Praça de Autógrafos da Feira

17 de novembro (sábado)
14h – Leituras dramáticas dos textos das dramaturgas editadas pela EDIPUCRS:
Viviane Juguero – “Lacatumba”
Lourdes Kauffmann – “Quem é você?”
Dedé Ribeiro – “Bolo no casamento” / “Aero plano”

16h20 até 18h:
Fernanda Moreno – “Diálogos nas folhas em branco” / “Dog day”
Patsy Cecato – “Mulheres Pessegueiro”
Natasha Centenaro – “Duas vezes dramática”
Patrícia Silveira – “Em um tempo aberto”

18 de novembro (domingo)
14h – Leituras dramáticas dos textos das dramaturgas editadas pela EDIPUCRS
Elisa Lucas – “Histórias de uma mala só”
Jessica Lusia – “Telefones úteis em caso de emergência”
Stella Bento – “Duas histórias e um programa de TV”

16h20 até 18h
Jessica Barbosa – “Mergulho cego em piscina vazia”
Virginia Shabbach – “Virgínias”
Carina Corá – “Lobo de óculos – Trilogia onírica”
Patrícia Silveira – “Camille no exílio”

Sessões de Autógrafos
3 e 17 de novembro
Local: Praça de Autógrafos ou Memorial do RS

3 de novembro
17h30min – Praça de Autógrafos
Livro “Casa do Artista Riograndense – memória viva do radioteatro em Porto Alegre – Um abrigo de muitas histórias” (Casa do Artista Riograndense), autógrafos de Carla Beatriz Menegaz e Wilson Roberto Gomes.
Com autoria da museóloga Carla Menegaz, a publicação inclui um CD com peças de radioteatro dos moradores e artistas veteranos do rádio gaúcho. A autora se baseou em documentos, fotografias antigas, recortes de jornais e revistas, além de depoimentos de personagens que fizeram parte da trajetória da Casa.

17 de novembro
18h30min – Praça de Autógrafos
Livro “Minidicionário de teatro e circo” (AGE Editora), autógrafos de Vanja Ca Michel.
Dividido em dois capítulos que contemplam o teatro e o circo, o conteúdo é resultado de pesquisa, fruto dos mais de 30 anos de trabalho da autora. É indicado para estudantes, professores, artistas e apaixonados pelo teatro e circo. O repertório usado vem ao encontro de diversos propósitos culturais: conservar a memória da identidade artística, compreender o significado das palavras, ampliar o conhecimento, e incentivar a pesquisa e a formação profissional.

17 de novembro
19h – Primeiro andar do Memorial do RS
O coletivo As DramaturgA lançará a “Coleção de Dramaturgia Feminina” (EDIPUCRS), com sessão de autógrafos na 64ª Feira do Livro. A Coleção tem coordenação geral do professor da PUCRS Antônio Hohlfeldt e é organizada por Fernanda Moreno, Natasha Centenaro e Patrícia Silveira, do Coletivo. Serão 16 livros, de cada uma das autoras do Coletivo (algumas lançarão mais de uma obra), podendo ser vendidos em conjunto ou separadamente. Os textos são inéditos no formato livro, mas alguns são de peças já encenadas e premiadas.

“Lobo de óculos – Trilogia onírica”, de Carina Corá
“Bolo no casamento” e “Aero plano”, de Dedé Ribeiro
“Histórias de uma mala só”, de Elisa Lucas
“Dog day” e “Diálogos nas folhas em branco”, de Fernanda Moreno
“Mergulho cego em piscina vazia”, de Jéssica Barbosa
“Telefones úteis em caso de emergência”, de Jéssica Lusia
“Quem é você?”, de Lourdes Kauffmann
“Duas vezes dramática”, de Natasha Centenaro
“Em um tempo aberto” e “Camille no exílio”, de Patrícia Silveira
“Mulheres pessegueiro”, de Patsy Cecato
“Duas histórias e um programa de TV”, de Stella Bento
“Virginias”, de Virgínia Schabbach
“Lacatumba”, de Viviane Juguero

Posts Relacionados

Deixe uma resposta