O que você sabe sobre a história da escravidão no mundo? O historiador Rodrigo Trespach falou sobre o tema em palestra na terça-feira (6), na biblioteca do Clube do Comércio. Autor da coleção de livros “Histórias não (ou mal) contadas” (editora Harper Collins), Rodrigo lançou recentemente uma edição relativa à escravidão, dando seguimento a temas como a Primeira e a Segunda Guerra Mundial.

“A ideia foi trazer ao público que não é especialista alguns pontos na história que, por vezes, são esquecidos em sala de aula ou pela grande mídia. A história tem múltiplas visões e meus livros têm a ideia de mostrar essas facetas”, explicou.

Com relação à escravidão, o autor realizou uma pesquisa desde a antiguidade, mostrando que o problema não têm relação apenas com a questão racial. Além disso, ele ressaltou que é uma inverdade dizer que a escravidão foi abolida, na medida em que, atualmente, 45 milhões de pessoas vivem em situação análoga à escravidão no mundo.

Um dos capítulos do livro faz um recorte de gênero, abordando a situação da mulher na história e na contemporaneidade. O autor explicou que 71% das pessoas escravizadas hoje são do gênero feminino. Em países como China, Ucrânia e na região do nordeste brasileiro, mulheres e crianças são escravizadas sexualmente, por exemplo, além de forçadas a trabalhar em lugares insalubres, como canaviais, pedreiras e lixões.

A obra traz ainda capítulos sobre a segregação racial e a luta de pessoas como Martin Luther King Jr, sobre o qual Rodrigo se emocionou ao citar na palestra. “Fazer esta pesquisa me chocou muito. É muito triste saber que ainda vivemos em um mundo que permite fazer isso com outro ser humano, tanto governos quanto pessoas”, lamentou.

Texto – Thaís Seganfredo
Fotos – Bere Fischer

Posts Relacionados

Deixe uma resposta