Crédito: L&PM Editores

No dia 10 de novembro às 18h30 no Salão de Bridge do Clube do Comércio acontece o evento “50 anos pendurado no pincel” com o artista gráfica Edgar Vasques. A mesa conta também com Hiron Cardoso Goidanich, o Goida, crítico de cinema e autor da Enciclopedia dos Quadrinhos e abordará  a carreira de Vasques e o seu principal personagem, o Rango, um dos mais longevos no humor gráfico brasileiro e que acabou de ganhar novo livro chamado Crocodilagem – O Brasil Visto de Baixo.

A relação de Edgar com a Feira vem de muitos anos. Ele cresceu no centro da cidade, sua família morava em frente ao Hotel Majestic, agora Casa de Cultura Mario Quintana. Um leitor compulsivo graças a influência do seu avô, ele acha que a Feira do livro é um negócio incrível. “Até hoje, o meu maior vício é ser um leitor, porque eu to sempre precisando de algo para ler e a Feira do Livro é um parque de diversões dos aficcionados dos livros”, explica. Seu livro favorito é Grande Sertões Veredas, de Guimarães Rosa, pela inventividade na linguagem.

Em 1974, o primeiro volume de Rango, lançado pela L&PM Editores foi o livro mais vendido do evento. “Um fato inédito porque nunca um livro de quadrinhos tinha conseguido ser o mais vendido”, explica com orgulho. Na época, o prefácio tinha sido assinado por Erico Verissimo, que já observava o talento no então jovem desenhista. Anos depois, seu filho Antônio Vasques, artista plástico também autografou na Feira, em uma atividade da escola em que ilustrou o livro de uma colega. “E nos últimos anos começou a ter uma outra relação com a Feira, que é a minha esposa, a Clea Motti, ela passou a ser a voz do poste, a locutora da feira, in loco, a voz que tu ouve dando recados, dispondo a programação”, diz. A relação profissional passou a ser também uma relação familiar.

Comemorações

A mesa vai girar sobre os 50 anos de carreira de Edgar Vasques e também sobre o lançamento de CrocodilagemO Brasil visto de baixo, o 17º volume do Rango e que reúne 143 tiras, que acompanham as desventuras do país desde 2007 até 2018, publicadas no mensário Extra Classe, do Sindicato dos Professores de Escolas Particulares do RS (Sinpro).

Em agosto também aconteceu a abertura da exposição Edgar Vasques (1968/2018) – 50 Anos Pendurado no Pincel, dentro da programação do 45° Salão Internacional de Humor de Piracicaba (SP), principal evento de humor gráfico do Brasil, com lançamento também por lá do Crocodilagem. Já por aqui, em Porto Alegre, ocorreu uma mostra com originais do Rango na Galeria Hipotética, com sessão de autógrafos do livro.

 

Texto – Rafael Gloria

Posts Relacionados

Deixe uma resposta