No QG dos Pitocos, a alegria e o bom humor são garantidos – e para todas as idades. Na tarde deste sábado, 3 de novembro, aconteceu a VII Mostra de Contadores de História, ligada ao Seminário Arte de Contar Histórias, que já ocorre há onze anos na Feira do Livro de Porto Alegre. O organizador da Mostra, o escritor, ilustrador e contador, Celso Sisto,  abriu a mostra, comentando que procura convidar contadores que atuam no Rio Grande do Sul e que fazem esse trabalho de forma profissional. Amanhã, domingo, tem a segunda parte do evento.

 

Com plateia lotada, sendo que muita gente assistindo de pé, as apresentações começaram com Jéssica Ullmann, que contou duas histórias intituladas “A Parte que Falta” e “A Parte que Falta Encontra O Grande Homem”, de Shel Silverstein. A criançada curtiu a história que fala sobre consciência afetiva e também de sentir-se bem consigo, de forma bem lúdica.

Em seguida, foi a vez da contadora Vânia Teske, que apresentou o conto Domingo Sete, da Colômbia. Divertida história rimada e, por vezes, cantada.

Ângela Cabral, por sua vez, relatou o conto “Espelho Mágico”, um conto popular, do livro “Contos Tradicionais do Brasil” , de Luís da Câmara Cascudo.

Depois foi a vez de Andressa Bitencourt , a Mariposa, espraiar suas asas e com muita alegria contar sua história que veio lá do livro “A Ilha do Crocodilo: Contos e Lendas” do Timor Leste.  A performance agitada e teatral ajudou a animar os pequenos.

A última a se apresentar foi Vivi Dilkin, que começou a sua história com uma introdução no violão. Uma adaptação de do conto popular, João Bobo. Agitou bastante o público, fazendo rir.

Depois teve uma pequena premiação, com um júri escolhido na hora por Celso: duas crianças e um adulto da plateia. Eles selecionaram Vivi Dilkin como a melhor contadora de história da Mostra e entregaram um pequeno troféu para a contadora.

 

Confira mais fotos no álbum do Flickr –> https://www.flickr.com/photos/feiradolivropoa/albums/72157701632659371

Texto Rafael Gloria

Fotos Bere Fischer

Posts Relacionados

Deixe uma resposta