Uma das escritoras que defende e coloca o ponto de vista da mulher lésbica em suas obras. Nascida em Bento Gonçalves, em 1981, Natalia Borges Polesso escreve histórias que fogem da heteronormatividade, conquistando prêmios literários, o mercado editorial e os leitores. Ela autografa seu livro de contos – vencedor do Prêmio Açorianos – Recortes para álbum de fotografia sem gente, em 1ª edição pela Não Editora, no dia 2 de novembro, às 18h30min na Praça de Autógrafos.

Doutora em Teoria da Literatura pela PUCRS e pesquisadora, ela também publicou Coração a corda (2015) e Pé atrás (2018), suas incursões na poesia; e Amora (2015), livro que explora as nuances das relações homoafetivas entre mulheres e que venceu o Prêmio Açorianos de Literatura e o Prêmio Jabuti.

Recentemente a autora foi selecionada para a coletânea Bogotá39, que reúne 39 escritores da América Latina com menos de quarenta anos mais destacados do momento. Natalia tem seu trabalho traduzido para o inglês e o espanhol e publicado em diversos países.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta