Um dos maiores nomes da Educomunicação no Brasil, o professor da USP Ismar de Oliveira Soares veio a Porto Alegre para falar a professores e demais profissionais da área na noite de segunda-feira (5), no Espaço do Conhecimento Petrobras. A palestra foi mediada por Evelin Haslinger, da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação, e ocorreu dentro do ciclo A Hora do Educador.

Ismar e o público discutiram as relações entre comunicação e educação na atualidade, principalmente em meio às novas mídias digitais e à facilidade do acesso. Um fator importante é a mudança na Base Nacional Comum Curricular, que estabelece uma maior presença do ensino relativo a processos comunicacionais, como o jornalismo e a publicidade, na sala de aula.

Na conversa, o professor citou alguns elementos que integram a comunicação, como a gestão democrática da produção de conteúdo e um objetivo na prática comunicacional. Quando o conceito surgiu, era difícil ter acesso os recursos para criar um jornal ou uma rádio comunitária, por exemplo. Hoje em dia, segundo o professor, “estamos em uma sociedade em vias de midiatização, na qual há uma abundância de comunicação.”  

Diante desta profusão, Ismar lançou o questionamento se há, hoje em dia, necessidade de se educar para e com a comunicação. Lembrando que o tema foi abordado na última prova do Enem, que ocorreu domingo (4), o professor destacou que a visibilidade do assunto deve trazer a Educomunicação cada vez mais para as salas de aula.

Texto – Thaís Seganfredo
Fotos – Diego Lopes

Posts Relacionados

Deixe uma resposta