A escravidão não foi abolida no século XIX – e ela está mais perto do que alguns de nós podemos imaginar. No novo livro da série “Histórias não (ou mal) contadas”, o historiador Rodrigo Trespach traça um panorama da escravidão desde o ano mil até o século XXI, passando por temas como a servidão na Rússia e na Alemanha, o comércio de escravos na África, a exploração sexual de mulheres e crianças e os 45 milhões de pessoas atingidas por diversas formas de escravidão nos dias de hoje, de ponta a ponta do globo terrestre.

O autor falar ao público da 64ª Feira do Livro de Porto Alegre no dia 6 de novembro, às 18h, na Biblioteca do Clube do Comércio, e autografa na Praça de Autógrafos às 19h30min.

Rodrigo Trespach nasceu em 1978, em Osório, Litoral Norte gaúcho. Com formação em História e mais de duas décadas de experiência como pesquisador e genealogista, Trespach é colaborador do Instituto de História Regional da Universidade de Mainz, na Alemanha, e autor de onze livros. Entre eles, “Aufbruch zu fremden Ufern – Auswanderung aus dem Büdinger Land”, “O Lavrador e o Sapateiro”, “Quatro Dias em Abril” e os quatro livros da coleção ‘Histórias não (ou mal) contadas”.

Histórias não (ou mal) contadas: Escravidão, do ano 1000 ao século XXI
Rodrigo Trespach
208 p.
15,5cm x 23cm
978-8569-5141-90
www.historiasnaooumalcontadas.com.br
Harper Collins

Posts Relacionados

Deixe uma resposta