Processo de escolha e curadoria da Área Infantil e Juvenil

Muitas são as decisões a serem tomadas num evento do porte da Feira do Livro de Porto Alegre. No caso das escolhas dos autores e obras da área infantil e juvenil tudo ocorre bem antes do mês de novembro, quando a Feira funciona na Praça da Alfândega.
Nos meses de janeiro e fevereiro, uma equipe se reúne para analisar as obras dos autores, indicados por editoras, escolas ou pelos próprios autores para participarem da programação da Feira do próximo ano. Já no primeiro semestre, a grade de programação dos autores é montada, a fim de que os mediadores de leitura possam se organizar para o agendamento escolar, que inicia em agosto.
A partir de março a formação daqueles que trabalharão junto à Feira neste processo. São encontros do curso de extensão Tessituras: formação de mediadores para programas de leitura, em parceria com a UFRGS, no qual são abordadas temáticas referentes à atuação do mediador de leitura em diferentes espaços. No segundo semestre é feita uma formação sobre a visitação escolar à Feira, em que os professores conhecem a programação completa de autores e realizam a pré-agenda de suas turmas. Nos encontros de formação, os livros são disponibilizados do acervo da Biblioteca Moacyr Scliar para consulta local dos professores.
A equipe da feira do livro deste ano responsável por todo este processo é formada por
Ana Paula Cecato (professora e mestre em Letras, coordena o Núcleo), Carla Araújo (graduada em Letras, trabalha com agendamento escolar), Nóia Kern (professora, coordena o setor de informações), Bárbara Catarina (contadora de histórias, coordena A Tenda das 1001 histórias)
Silvia do Canto (ilustradora, trabalha no Ateliê da Imagem) e Inaúma Carvalho (bibliotecária).

Posts Relacionados